A melhor linguagem de programação

Enfim, vou abordar um tabu, tema de altas rixas e discussões acaloradas entre os defensores de linguagens procedurais, orientadas a objeto e eventos, proprietárias ou de uso livre, interpretadas e compiladas, que normalmente surgem nas rodas de analistas e programadores na hora do café, num fórum, chat, blog, …

Normalmente, um especialista em uma determinada linguagem XYZ usa e sabe usar até o osso dos recursos da linguagem na qual ele se especializou, e este cidadão trabalha no desenvolvimento de soluções para um segmento de mercado ou com uma linha de aplicativos onde esta linguagem é uma boa escolha. Logo, para este especialista, a linguagem XYZ é a melhor linguagem.

Outro especialista, que trabalha em um segmento similar, mas com foco em outros tipos de soluções, e que em um determinado ponto resolveu se especializar em programar na linguagem ABC, que se comparada com XYZ possui alguns pontos de vantagem e outros de desvantagem, para este especialista em ABC, esta para ele é a melhor linguagem, pois ele consegue fazer em ABC tudo o que outro desenvolvedor faria em XYZ.

Já um terceiro especialista, que trabalha em um segmento de programação mais específico para sistemas embarcados em um tipo de hardware, especialista em GHI, este vai justificar a sua escolha de forma similar, pois na prática, a melhor linguagem de programação é aquela na qual você se especializou, em um nível que você consegue utilizá-la para atender às necessidades do desenvolvimento da aplicação ou solução em tecnologia de informação que o seu cliente precisa. Sem maiores rodeios ou delongas.

Faz mais de um ano, meu amigo Pedro Reis Lima, que inclusive devo uma visita, me pediu uma recomendação de uma linguagem de programação, pois ele se interessou pelo tema, frisando o fato dele não ter conhecimentos sobre programação, e pensando na utilidade e aplicabilidade deste conhecimento. Ele me perguntou sobre C++ ou Java, o que eu lhe recomendaria, ou mesmo uma outra linguagem. Durante um ou dois dias, eu lhe respondi o que eu achava pelo Messenger do Facebook, e após uma leve re-editoração, acho que a resposta que eu lhe dei cabe exatamente neste contexto.

Cada linguagem de programação têm um nicho de mercado onde ela é mais utilizada, existem linguagens que oferecem mais atrativos e facilidades para desenvolver tipos de aplicações ou sistemas, … um desenvolvedor em C ou C++ escreve qualquer coisa, usando as funções padrão da linguagem, ou usando outros componentes de alto nível … Se você pretende desenvolver aplicações para Android, existe o Android SDK, para Windows têm o Visual Studio .NET, que permite você desenvolver usando várias linguagens, C#, Objective C, Visual Basic, etc… Se você vai trabalhar com um ERP de mercado, ou desenvolver customizações neste ambiente, você precisa conhecer a linguagem que ele foi escrito … o ERP da Microsiga usa ADVPL, o ERP da Datasul usa ABL, RM Sistemas usa .NET ( Visual Studio ), o SAP usa ABAP … Se você vai desenvolver aplicações para WEB, você pode usar PHP, ASPNET, Python, Ruby … Para armazenamento e recuperação de dados, é fundamental conhecer SQL, o universo de possibilidades é imenso.

Se eu fosse recomeçar a aprender informática hoje, ou recomendar um caminho a seguir, eu lhe diria inicialmente para estudar lógica de programação — apender por exemplo uma meta-linguagem, como o Visualg … é uma linguagem didática, parece um “portugol” — pois isto será algo comum a praticamente todas as linguagens. Num segundo passo, estudaria as diferenças entre uma linguagem procedural, uma estruturada, e uma orientação a objetos, e dedicaria atenção especial a esta última. Se você tem em mente trabalhar com alguma linguagem comercialmente viável, dê uma olhada no que existe de demanda de mercado… Se hoje eu não conhecesse C++ ou Java, eu também ficaria em dúvida, e provavelmente eu escolheria Java.

Mas lembre-se que você não vai se tornar especialista da noite para o dia, isso é um investimento de médio a longo prazo, e de muita dedicação. Justamente por isso, vou lhe adiantar uma coisa: você precisa gostar de mexer com isso, e se entregar a essa atividade com gosto, fazer isso apenas pelo retorno financeiro vai tornar seu trabalho inicialmente cansativo, até tornar-se insuportável.

Ao tornar-se especialista em uma linguagem, você conseguirá desenvolver as soluções para diversas necessidades dos seus clientes, mas não se prenda em aprender apenas uma linguagem. Seja especialista em uma, mas saiba e conheça pelo menos três ou quatro linguagens, pois podem existir problemas ou necessidades dos seus clientes ou restrições e fatores em um projeto onde uma outra linguagem poderá ser mais eficiente ou mais aderente à solução que você precisa projetar.

Com o crescimento da demanda de desenvolvimento de aplicações e soluções, algumas previsões apontam que a quantidade de profissionais disponíveis no mercado em alguns anos não vai atender a demanda… Não posso lhe dizer qual é a melhor… Hoje, e pra mim, C++ e ADVPl resolvem todos os meus problemas, mas volta e  meia eu uso Python e ainda dou manutenção em fontes em Pascal (Delphi).

Aprenda uma, e aprenda bem, depois de você aprender bem a primeira linguagem, aprender uma segunda ou terceira linguagem vai ser bem mais fácil, eu garanto. Separei alguns links de sites e reportagens para dar um pouco mais de luz neste tema, sites, blogs, reportagens, acredito que estes links serão úteis. Pesquise mais sobre este tema, para quem descobre logo no início que têm uma afinidade com este tipo de trabalho, é um prato cheio pra seguir uma carreira.

http://www.devmedia.com.br/e-agora-qual-linguagem-de-programacao-escolher/15444
http://tisimples.wordpress.com/2012/10/30/como-escolher-a-melhor-linguagem-de-programacao-para-seu-projeto/
http://webinsider.com.br/2009/09/16/linguagens-sao-linguagens-mas-qual-devo-escolher/
http://www.ebc.com.br/noticias/economia/2013/07/profissionais-de-tecnologia-da-informacao-tem-maior-chance-de-emprego
http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2013/06/setor-da-tecnologia-da-informacao-oferece-276-mil-vagas-em-todo-o-pais.html

Este útimo site em especial, faz parte de uma iniciativa da Softex, em parceria com o governo federal e iniciativa privada para oferecer cursos de informática gratuitos, na modalidade de ensino a distância, são mais de 30 cursos e mais de 1500 horas de capacitação.

http://www.brasilmaisti.com.br/index.php/pt/explore/projeto

Saudações, e até o próximo post 🙂

Anúncios

3 comentários sobre “A melhor linguagem de programação

  1. Normalmente a melhor linguagem de programação é aquela que o analista mais conhece.
    Se a linguagem não atender determinado requisito, o programador irá dar seu jeito.
    Melhor bater na linguagem do que apanhar dela.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Existe uma linguagem chamada Logic Basic, esta é Fantástica para você aprender logica de programação, voce consegue fazer muitas coisas com ela, desde pequenos programas administrativos, jogos, proteção de tela, etc.. mas é muito limitada, quando o código fica grande, a execução do programa vira tartaruga

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s