Protheus – do AP5 ao P11

Introdução

Desde o surgimento do Advanced Protheus 5.07 em 1999, até o Protheus 11, o produto ganhou novos módulos, funcionalidades e recursos. Desde implementações e extensões da Linguagem AdvPL, até o FrameWork AdvPL com MVC. Porém, até o momento não ouvi falar de nenhuma análise técnica entre as versões. Então, após ressuscitar alguns CDs de instalação antigos, e fazer algumas medições, eu cheguei a alguns números aproximados muito, muito interessantes.

Do Protheus 5 ao Protheus 11

Informações por Versão Ap5 Ap6 Ap7 Mp8 P10 P11
Tabelas (SX2) 991 1394 1681 1677 3700 6368
Índices (SIX) 2190 3124 4107 4249 8770 14868
Campos (SX3) 16306 22042 27087 27545 59420 103951
Campos Virtuais 1281 1746 2261 2104 5284 8890
Maior numero de campos 168 169 176 163 200 267
Maior tamanho de Registro 1794 3761 3761 3761 4022 4909
Tabela com mais índices 14 15 18 26 20 28
Índice com mais Campos 12 12 13 14 14 14
Índice com maior chave 152 203 212 214 232 505
Tamanho do RPO (MB) 28 44 44 36 60 174
Funções no RPO 15104 21665 24601 26177 46026 79811
Classes no RPO 57 57 61 287 603 2451
Resources RPO 2445 3604 4107 4455 7975 15928
Entrada no ERP – SIGAFAT
Memória Consumida (MB) 10,63 10,47 12,48 12,06 15,74 49,22
Chamadas de funções básicas do AdvPl 34690 35682 44170 36615 63844 377300
Chamadas de funções do Repositório 8423 8598 9128 3944 6444 53066
Chamadas de Operadores 514403 576713 614246 363848 589606 4287337
Memoria para Carga de Fontes (MB) 1,8 2,3 2,41 2,91 4,8 14,9
Fontes Carregados 38 44 47 52 72 215

Analisando por cima os dados encontrados, podemos ver que do Protheus 10 para  Protheus 11 houve um salto bem maior em relação às versões anteriores. Houveram muitas implementações no ERP, módulos novos, MVC, ferramentas, integrações e controles adicionais.

 

Ao migrar do P10 para o P11, muitos clientes precisaram refazer o “sizing” de máquina. Na verdade, sempre ao migrar de versão um “sizing” de máquina deve ser avaliado, pois dependendo do tamanho do ambiente, um aumento de consumo de memoria ou CPU de 10 % pode representar um número grande em valores absolutos. No caso do P10 para o P11, o salto foi muito grande, mesmo quem usava o P10 com uma folga razoável de hardware precisou mexer no parque de máquinas para escalar o ambiente.

Os dados obtidos com esta pesquisa são meramente informativos, e foram obtidos em sua maioria com as versões de repositório original do CD, e dicionários sem customização. Foi um trabalho muito gostoso rever as telas de todas as versões de produto que eu trabalhei direta ou indiretamente nos últimos 17 anos, funcionando em um Windows 10 😀

Evolução da Interface

A interface da aplicação ERP foi evoluindo e ganhando novos layouts e funcionalidades ao longo das versões do ERP Microsiga. No TDN, têm um post muito interessante, com vários prints de interface, de todas as versões do ERP Microsiga, desde as primeiras versões Windows (antes do Protheus), até o P12 !! Vale a pena conferir, você pode acessar pelo link http://tdn.totvs.com/display/framework/Microsiga+Protheus

Conclusão

Com o crescimento da plataforma de negócios e de todo o parque de soluções rodando em AdvPl em cima da plataforma TotvsTec, o desafio constante de aprimorar a plataforma e implementar recursos para tornar viável a implementação e operacionalização de soluções cada vez maiores faz parte da rotina diária de todos os colaboradores da TOTVS 😀

Desejo a todos TERABYTES de sucesso !!!

Abraços e Saudações 😉 

 

 

Anúncios